quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Código de Trabalho

Amanhã vai ser votado o Código de Trabalho que afecta simplesmente a maioria da população portuguesa.
Vamos ver quem são os responsáveis pela liberalização dos despedimentos e precariedade.
Abster, como parece que vai também fazer o PSD, é o mesmo que votar a favor.
Pode haver surpresas, mesmo no partido do governo. Perdoem-me a expressão, mas o que está na Constituição é o contrário: o governo só existe porque há deputados e cada deputado é responsável individualmente; foi eleito pelos eleitores e não pelo partido. O governo é que é fiscalizado pela Assembleia da República e não o contrário.
Vamos ver quem é que tomou posição e quem foi o seguidista. Porque os efeitos vão sentir-se no dia a dia e por muito tempo.

2 comentários:

Sérgio Patinha disse...

Pois é João...
Pareceu-me que teria esperança em ver algum deputado do PS a ir contra a disciplina de voto... Engano terrível. Já nada se pode esperar desse partido. Cada vez acredito menos que com a força eleitoral se consiga fazer alguma coisa. Isto já só lá vai com outra revolução.

JFBRS disse...

Houve quatro deputados do PS que votaram contra. Uma do Alentejo.