segunda-feira, 11 de abril de 2011

Requiem

Não sei fazer música, nem executá-la, arte que muito aprecio. Mas se soubesse também não faria um requiem por este motivo. Fica apenas a ideia do final, previsível.
Entre Ética e Política há algumas diferenças. Temos princípios, valores, mas temos que conversar com os outros. Se quiséssemos que os nossos valores se sobrepusessem aos outros sem discussão poderíamos ter aquilo que já foi experimentado: "il stato totalitario", que não sei se passou de moda. Mas há que ter um mínimo de coerência entre Ética e Política. Não podemos prescindir de algumas coisas só para alcançar o poder.
Moralismo é palavra vã mas com efeitos práticos. Os moralistas ao longo do tempo tentaram impor aos outros práticas, ora falando em nome de Deus (os deuses no plural têm menos culpas), ora em nome da Nação, do Estado, da Comunidade, segundo o que eles definem. Defendem um pensamento unidimensional, coisa que abomino.
Detesto os moralistas, os pregadores que não permitem o contraditório, os salvadores que se auto-proclamam.
Fernando Nobre tem feito um trabalho interessante na AMI.
Mas fez uma campanha moralista, até autoritária, contra os "políticos", contra os deputados, contra ... como se fosse ... o salvador. Também Cavaco o fez, sempre, utilizando o sistema político vigente, utilizando sempre o argumento da culpa dos outros, como se nada tivesse a ver com o assunto.
Fernando Nobre afinal aderiu ao partido que tem apoiado todos os PECs menos o último, mas para exigir ainda mais aumentos do IVA e outras coisas, que precipitou a situação obrigando-nos ainda a pagar juros mais altos. Aderiu a um partido que apoiou tudo o que possa ser feito para acabar com os direitos sociais e culturais em nome dos interesse financeiros, dos que lucram. Há-de continuar a dizer que não aderiu. Mas está lá.
Enganou-me? Não! Enganou alguém? Também me parece que não. Nestas situações há que ver se a "culpa" do engano não tem a ver com o próprio que descarta para os outros, como se fosse um ser pequenino, sem responsabilidade.
Como dizia a Sophia:
 Vemos, ouvimos e lemos, não podemos ignorar.

Um comentário:

DESPORTO ALENTEJO disse...

TODO O DESPORTO EM:

http://montemor-evora-arraiolos.blogspot.com/

PEÇO O FAVOR DE DIVULGAREM SFF...OBRIGADO